Archive for the 'Anarquismo' Category

Se eu pudesse…

by @ quinta-feira, março 12th, 2009. Filed under Anarquismo

Se me dessem o poder sobre a Terra toda, como o Durval, eu extinguiria meu cargo. Antes, porém, tomaria medidas para evitar que fronteiras voltassem a ser erigidas entre países e que nenhuma restrição a qualquer liberdade pudesse ser aplicada, exceto no que ferisse a liberdade alheia. E envidaria todos os esforços para implantar nesse [...]

Os dois instintos

by @ quinta-feira, janeiro 22nd, 2009. Filed under Anarquismo

Os instintos são fortes motores do comportamento, cuja relevância, muitas vezes, é relegada a um plano inferior, face o império presumido da razão. Dois instintos se mostram especialmente poderosos nos seres vivos. O da preservação do indivíduo e o da preservação da espécie. Pelo primeiro somos lutadores, competitivos e belicosos, pois precisamos garantir o alimento, [...]

Anarquismo

by @ quarta-feira, janeiro 21st, 2009. Filed under Anarquismo

Há uma noção errônea de que anarquismo seja uma bagunça total, porque não há quem mande e todo mundo faz o que quer. Não é bem assim. Anarquismo realmente significa ausência de governo, e, portanto, de estado e de fronteiras nacionais. Além disto, o anarquismo envolve a ausência da propriedade privada e do dinheiro. Trata-se [...]

Utopia anarquista

by @ sábado, janeiro 3rd, 2009. Filed under Anarquismo

Sim, esta UTOPIA é o mundo que eu almejo que se torne realidade e envido todos os meus esforços nesse sentido. É o anarquismo, a sociedade ácrata, sem governo, sem fronteiras, sem dinheiro, sem propriedade, sem crimes. Isto é perfeitamente possível e tenho a convição que esta é a tendência da humanidade e que chegaremos [...]

Caminhos para o Anarquismo

by @ quarta-feira, dezembro 3rd, 2008. Filed under Anarquismo

Claro que o Anarquismo é utópico, mas o que é ser utópico? Nâo é ser impossível, mas apenas extremamente difícil de ser atingido, só que possível. Se examinarmos a evolução histórica da humanidade, veremos que, com altos e baixos, a barbárie vém sendo substituída por sociedades cooperativas. Se é possível que existam países como os [...]

O caminho para o anarquismo

by @ segunda-feira, novembro 10th, 2008. Filed under Anarquismo

Considero que a sociedade ideal seja anarco-comunista. Tal objetivo, contudo, só poderá ser atingido de forma expontãntea e não revolucionária. A ditadura do proletariado e qualquer forma de socialismo estatal está fadada à falência, pois substitui a tirania do capital pela da burocracia. O caminho para o anarquismo é, pois, gradual e se fundamenta principalmente [...]

Sonho anarquista

by @ quinta-feira, novembro 6th, 2008. Filed under Anarquismo

Não estamos no ápice da ciência e da civilização, pelo contrário, estamos em sua primeira infância. O que desconhecemos supera milhares de vezes o que conhecemos. A humanidade ainda nem começou a caminhada para a construção de uma sociedade ao mesmo tempo livre, fraterna e igualitária, que parecem conceitos conflitantes, mas não o são. Esquerda [...]

Alguns pontos

by @ quinta-feira, outubro 16th, 2008. Filed under Anarquismo, Religião

Estou plenamente convencido de que o anarquismo virá a prevalecer no mundo ao fim de uma evolução pacífica e incruenta das atitudes e posturas, por meio de uma educaçao continuada, daqui a um prazo inferior a mil anos, talvez uns 500 anos. Concordo que foram as pessoas, em nome das religiões, que promoveram guerras e [...]

Perversidade do Comunismo de Estado

by @ quinta-feira, outubro 16th, 2008. Filed under Anarquismo, Política

O comunismo totalitário de estado é tão perverso quanto o nazismo e o absolutismo monárquico. Todos os genocídios, não importa por quem tenham sido feitos, são injustificáveis (o próprio Josué, na Biblia, o fez) e o fato de alguém ter matado menos do que o outro não lhe confere o estatuto de bonzinho. Sou comunista [...]

A virtude e o anarquismo

by @ sexta-feira, setembro 12th, 2008. Filed under Anarquismo

Que os filósofos gregos criam em divindades e espíritos é fato. O que afirmo é que a virtude ou santidade é uma condição que pode e deve ser buscada por toda pessoa sem nenhuma relação com qualquer divindade ou com a sobrevivência da alma à morte do corpo. Trata-se de uma noção concernente ao relacionamento [...]

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]