Archive for the 'Comportamento' Category

Espiritualidade ateísta

by @ domingo, junho 27th, 2010. Filed under Ateísmo, Comportamento

Considero que espiritualidade é um conceito desvinculado de crenças e religiões. Trata-se de um conceito filosófico, entendido como atitude de vida. É aquela atitude de se priorizar os valores mais elevados e nobres da humanidade, como bondade, solidariedade, cordialidade, gentileza, altruísmo, compaixão, abnegação, diligência, nobreza de caráter, justiça, honestidade, lealdade, sinceridade, coragem e bravura na [...]

Perdoar sim, confiar não!

by @ domingo, junho 27th, 2010. Filed under Comportamento, Pessoal, Relacionamentos

Perdoar eu sempre perdoo tudo e não guardo rancor de ninguém. Mas não confio mais em quem me traiu, a não ser que prove cabalmente que se arrependeu muitíssimo e se emendou. Mas concessões fabulosas requerem atestados fabulosos. Não sinto raiva, ódio nem rancor de pessoa alguma, seja o que for que tenha me feito. [...]

A raiva

by @ domingo, maio 23rd, 2010. Filed under Comportamento, Educação

A raiva não leva a nada a não ser à úlcera do raivoso. A questão é, como educar nossos filhos e alunos para que se dispam de toda raiva e sejam compreensivos, além de aceitarem com humildade que não são o centro do mundo. Não de modo servil, mas assertivo. Aprendi isto com meu pai [...]

Serviços Domésticos

by @ domingo, maio 23rd, 2010. Filed under Comportamento, Pessoal, Sociedade

Acho que faxina é para ser feita pelos próprios moradores da casa. A família toda. Não vejo necessidade de se contratar empregado para quase nada. Até para consertos hidráulicos, elétricos ou serviço de pedreiro de pouca monta. Mesmo marcenaria e mecânica. Em minha casa eu, minha mulher e nossas três filhas que ainda moram conosco [...]

Vício, crime e virtude

by @ sábado, abril 3rd, 2010. Filed under Comportamento, Sociedade, Ética

Vício e virtude são comportamentos. Crime é um ato. Uma pessoa, a respeito de certo assunto, tem um comportamento virtuoso se ele é promotor do bem, isto é, da maximação da felicidade para o maior número de seres, inclusive o autor. Pode ser neutro ou promotor do mal, isto é, causador de sofrimento, prejuízo, dor [...]

A maravilhosa internet

by @ sábado, março 13th, 2010. Filed under Comportamento, Sociedade

Sem dúvida a internet é um precioso meio de congraçamento, de troca de informações, de encontros, de divulgação de idéias, de formação de amizades e, até mesmo, de se achar o amor. Assim deu-se comigo após um ano de separação de minha primeira mulher, quando, pela internet, encontrei Fátima, minha segunda mulher e, pouco tempo [...]

“O Segredo”

by @ sábado, fevereiro 20th, 2010. Filed under Comportamento

O segredo é que o tal “lei da atração” é a mais deslavada baboseira já inventada e publicada para enriquecer seus autores às custas da crendice ingênua do povo, que quer conseguir tudo sem esforço algum. O poder do pensamento positivo existe apenas como fator incentivador a que se envide maiores esforços, com redobrado ânimo [...]

Carnaval não é coisa do Diabo

by @ sábado, fevereiro 20th, 2010. Filed under Comportamento, Sociedade

Diabo não existe. Carnaval é uma catarse. Ocasião em que se pode liberar os complexos e as repressões. Estou falando do carnaval de rua, do povo. Desfile de Escolas de Samba é outro departamento. Como foi dito, é lavagem de dinheiro, merchandising turístico e tudo o mais. Acho que os figurantes gostam e extravasam seus [...]

Queria ser um mágico

by @ sábado, fevereiro 20th, 2010. Filed under Anarquismo, Comportamento

Que fizesse um feitiço e o espalhasse na atmosfera do mundo, para que todo aquele que perpetrasse, mesmo em pensamento, mas com intenção de executar, qualquer maldade, instantaneamente caísse fulminado por um ataque cardíaco. Melhor ainda: soltasse um gás na atmosfera que acabasse com toda a maldade das pessoas. No instante seguinte a Terra toda [...]

Amar, amar, amar, amar e amar.

by @ domingo, fevereiro 14th, 2010. Filed under Comportamento

Esta vida, a de cada um de nós, é uma preciosidade inimaginável. Precisamos respeitar, tolerar, ajudar e amar cada um a todo o outro, pois não se pode desperdiçar um dom tão raro com picuinhas, desamores, invejas, cobiças e toda e qualquer exalação de egoísmo, ganância, injustiça ou malqueirança. Nada vale a pena, a não [...]

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]