Archive for the 'Ética' Category

Riqueza e Ética

by @ domingo, abril 5th, 2009. Filed under Ética

Certamente que são conceitos distintos. Ricos e pobres podem agir com ética ou não. No entanto, de um modo geral, é muito difícil se conseguir uma grande fortuna agindo inteiramente dentro de padrões éticos (mas não impossível). E há que se considerar que, além da ética e da justiça, existe algo de valor maior, que [...]

A santidade

by @ segunda-feira, fevereiro 23rd, 2009. Filed under Comportamento, Ética

Concebo a santidade como um estado de busca e prática de todas as virtudes, não motivada pela obediência a pretenças prescrições da divindade para salvação da alma (o que exibe resquícios de egoísmo, não sendo, portanto, algo inteiramente santo), mas sim movida por uma convicção interna e profunda de que, não existindo uma razão de [...]

O que é uma “Vida Boa”

by @ domingo, fevereiro 22nd, 2009. Filed under Comportamento, Sociedade, Ética

Para mim, a única coisa que é preciso para levar uma vida boa é justamente ser uma boa pessoa. Isto mesmo: é a bondade o apanágio de toda virtude. É maior que a justiça e a sabedoria, pois quem é bom é sempre justo, mas o justo pode não ser bom. E o sábio é [...]

O Bem e o Mal

by @ quarta-feira, janeiro 21st, 2009. Filed under Ética

Sobre o mal, o bem, o feio, o bonito, o claro, o escuro e outros valores a coisa não é tão simples. Primeiro que nem todas as escalas são unidimensionais (como por exemplo a das posições políticas em que os extremos liberal, autoritário, socialista e capitalista seguem por dois eixos perpendiculares de um plano de [...]

Bem, mal, bom e mau.

by @ terça-feira, dezembro 23rd, 2008. Filed under Ética

É certo de que o bem supera o mal em termos de disseminação no mundo. Mas temos que entender bem o que significam esses conceitos. A natureza, em si mesma, é neutra em relação ao bem e ao mal. Tais valores são atribuídos a dois tipos de ocorrências. Primeiramente àquilo que algum ser sensiente experimenta [...]

Crença, fé e moral.

by @ sábado, dezembro 6th, 2008. Filed under Religião, Ética

Costumo distinguir crença de fé. Crença é a admissão de algo não provado como verdadeiro, mas de forma provisória e com base em bons indícios. Fé é uma crença infundada, definitiva e dogmática, típica das religiões. Tenho várias crenças, como no valor superior da verdade, da justiça e da bondade ou no valor da ciência [...]

Pessoa virtuosa

by @ sexta-feira, novembro 21st, 2008. Filed under Pessoal, Ética

Não respeito nem tenho a menor consideração por pessoas “do mal”, e, de fato, não consigo olhar para uma pessoa de quem eu tenha conhecimento seguro de que seja assim e devotar-lhe a consideração e o respeito que tenho por que seja “do bem”. Será isto um preconceito? Mas isto não significa que não possa [...]

Ética na investigação científica

by @ segunda-feira, novembro 10th, 2008. Filed under Ética

A investigação cientÍfica não pode possuir limites, mas sua aplicabilidade sim. A ética não se aplica ao conhecimento e sim às ações. Toda ação será eticamente aceita se atender a três requisitos: poder ser tomada como preceito universal, maximizar a felicidade do maior número de seres e ser desejada por seu agente para si mesmo. [...]

A bondade

by @ domingo, outubro 19th, 2008. Filed under Comportamento, Ética

Sem dúvida, de todas as virtudes, a maior é a bondade, entendida como a constante disposição e aplicação em amar e fazer o bem, pois ela, em sí, inclui todas as outras, como a justiça, a sinceridade, a honestidade, a coragem, a prudência, a sabedoria, a generosidade, a gentileza, a polidez, a compaixão, a misericórdia, [...]

Mentira virtuosa

by @ domingo, setembro 7th, 2008. Filed under Política, Ética

Certamente um regime político que promova perseguições ideológicas não merece nenhuma confiança de que mantenha qualquer palavra dada. Assim, a delação do fugitivo escondido (desde que não seja por crime comum), para mim, é a entrega de uma vítima inocente ao carrasco. Eu não delataria e, conscientemente, mentiria. Mas, esta tipo de mentira, em verdade, [...]

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]