Archive for the 'Filosofia' Category

O RETORNO DOS FILÓSOFOS

by @ sábado, outubro 20th, 2012. Filed under Filosofia

José Carlos Fernández Há quase sete séculos, analisando o declínio da sociedade islâmica no Al-Andalus, o filósofo da história Ibn Khaldún escrevia que as sociedades se mantinham em pé enquanto se mantivessem os indivíduos que as sustentavam. Os valores humanos, que geram a coesão social, bem como as instituições, irradiam a partir do próprio coração [...]

Materialismo

by @ domingo, setembro 11th, 2011. Filed under Metafísica

Leonardo Chacal: Meu caro amigo Ernesto, quando eu digo que algo é material, como o “espírito”, eu digo que a consciência é o produto das relações sociais. Ou seja, a sociabilidade humana também é matéria. Ernesto: Não. não é. Este é um emprego incorreto da palavra matéria. A sociedade não é material. A consciência e [...]

Oriente e ocidente

by @ segunda-feira, agosto 1st, 2011. Filed under Lógica

Não vejo porque infinito circular seja mais lógico do que linear. A ideia de infinito como algo interminável em extensão ou duração é muito mais propriamente representada por uma reta estendendo-se ilimitadamente do que por um círculo. Em verdade tenho uma certa prevenção em relação ao modo oriental de conceber as coisas e sinto-me mais [...]

A questão da causalidade

by @ quarta-feira, junho 29th, 2011. Filed under Cosmologia, Metafísica

O ponto principal da argumentação que se desenvolve aqui é se o Universo pode ter dado surgimento a si mesmo ou se requereu a interveniência de um agente extrínseco a ele para tal. Um hipótese é de que ele sempre existiu e, assim, não surgiu nem foi criado. Não há argumento lógico nem ontológico contra [...]

Ética e Religião

by @ domingo, junho 26th, 2011. Filed under Ética

Ética não tem nada a ver com a crença ou descrença em Deus. Portanto é um disciplina puramente humana. Não há diferença entre uma ética ateísta, teísta, deísta, panteísta ou o que seja. A ética não faz nenhuma consideração a respeito de divindades. Apenas trata do que deve ser considerado certo ou errado, bom ou [...]

Corte Epistemológico

by @ terça-feira, abril 26th, 2011. Filed under Ciências, Epistemologia

Concordo de que não se pode ficar denominando correntes de pensamento dentro da Ciência. O que se tem é apenas “Ciência” que vai evoluindo à medida que fatos e interpretações vão sendo obtidos e formuladas. Assim também é preciso que seja com a Filosofia. A adjetivação da Filosofia e da Ciência contribui negativamente para o [...]

Indução não é método científico?

by @ domingo, fevereiro 13th, 2011. Filed under Epistemologia

Considero que a indução é o método que os cientistas usam para formular as hipóteses que depois submetem ao crivo do falseamento para verificar sua validade. Em todo estudo de metodologia científica, o que não se aborda é o caminho para se formular hipóteses a serem testadas. Ao se propor o financiamento de um projeto [...]

Argumentando contra o Craig

by @ terça-feira, dezembro 14th, 2010. Filed under Cosmologia, Metafísica

Antes de prosseguir minha argumentação contra o Craig, quero comentar que eu concordei com você, desde o princípio, de que a entropia do Universo está aumentando, portanto não entendo sua insistência neste ponto. Só continuo afirmando que isto não implica em que o Universo não possa ter sempre existido. Eu sei que ele teve um [...]

Contingência e necessidade

by @ quinta-feira, novembro 25th, 2010. Filed under Metafísica

Ente é algo que pode existir fora das mentes e ser é o ente que existe. Um ser pode ser contingente, se poderia não existir ou necessário, se tem que existir. Idéia é algo concebido por uma mente para representar um ente, uma ação, um valor, uma norma, uma qualidade, um modo ou uma abstração [...]

Dúvida metódica

by @ sexta-feira, julho 30th, 2010. Filed under Filosofia

Acho que duvidar metodicamente não dispensa refletir, pelo contrário. Ao duvidar e não aceitar qualquer assertiva como verdadeira sem conferir aí é que se vai refletir sobre a validade ou não do que se está dizendo. Crer, sem duvidar é que dispensa refletir. Pode-se até crer em algo sem provas, mas apenas depois de se [...]

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]