Paulo Coelho

by @ 15:40 on 8 maio 2007. Filed under Literatura

Como Sarney está na Academia Brasileira de Letras, não é estranho lá se achar Paulo Coelho. O fenômeno Paulo Coelho, para mim, está na mesma linha de Sidney Sheldon ou Harold Robbins e, de certa forma, Agatha Christie (mas esta eu aprecio). Trata-se de uma “literatura de massas”, que atende a um desejo de entretenimento, como, por exemplo, os “Romances Rebecca”. Mas vai além, ao pretender colocar mensagens filosóficas de vida, numa linha semelhante aos manuais de auto-ajuda. Este é o aspecto que lhe granjeia tanto sucesso, apesar da baixa qualidade literária. Ele atende aos anseios das massas de achar respostas, mesmo que sejam respostas mal dadas. A maioria não quer ler um autor como Dostoiewsky, que esmiúça os porões da alma humana e sangra as feridas, levantando questões sem respondê-las. Hoje, quem assim o fizer, ou como Sommerset Mougham, questionar a credibilidade das religiões e das crenças, não vai vender. O que vende é a literatura fantástica e a magia, como Harry Potter e outros que tais. A crueza da realidade está tão terrível que muitos preferem se iludir com a possibilidade de poderes mágicos que resolveriam suas vidas.

The URI to TrackBack this entry is: http://www.ruckert.pro.br/blog/wp-trackback.php?p=1105

One Response to “Paulo Coelho”

  1. celia disse:

    literatura de massa,

Leave a Reply

Please note: Comment moderation is currently enabled so there will be a delay between when you post your comment and when it shows up. Patience is a virtue; there is no need to re-submit your comment.

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]