by @ 14:26 on 16 agosto 2007. Filed under Música

O João Bernardo tem razão em um ponto. A música clássica não é mais uma coisa viva. O que existe é a apreciação da música clássica morta. No entanto, há um lugar em que ela sobrevive, se bem que sem inovação significativa. É na música de filmes. Este é o nicho em que os bons compositores conseguem ganhar dinheiro. E, se não conseguirem, partirão para outras atividades. Mesmo contemporâneos, como Lloyd Weber, vão sobreviver no cinema. A queda na venda de discos clássicos, em parte, se deve à internet, onde se pode baixar muita coisa sem comprar. Eu, por exemplo, que tenho um programa de música clássica numa rádio (vejam: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=1932218 ) tenho me valido muito dos sites:
www.classicalarchives.com e www.naxos.com
No primeiro você se cadastra e tem direito de baixar 1000 músicas por mês. No segundo você se cadastra e tem o direito de ouvir integralmente (e gravar) todo o acervo de milhares de músicas clássicas. Vale a pena pagar uns 20 dólares por ano.

The URI to TrackBack this entry is: http://www.ruckert.pro.br/blog/wp-trackback.php?p=1363

Leave a Reply

Please note: Comment moderation is currently enabled so there will be a delay between when you post your comment and when it shows up. Patience is a virtue; there is no need to re-submit your comment.

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]