Imaginando…

by @ 15:00 on 25 fevereiro 2008. Filed under Ciências

É preciso que fique bem entendido que tudo o que disse na postagem anterior é produto de minhas próprias elocubrações. Outra coisa que me ocorre é que se esse estado de vácuo quântico permanece inteiramente estático, não existe passagem de tempo, de modo que o início do Universo, entendido como o início da contagem do tempo poderia ser o momento da ocorrência da primeira perturbação que tenha quebrado a simetria desse “mar” e produzido o primeiro par de partícula e anti-partícula (ou isto se deu de um modo abrangente em todo o Universo, surgindo inúmeros pares). A questão é que, neste caso, haveria espaço sem tempo, o que quebra a indissolubilidade da entidade espaço-tempo. Assim, fica melhor considerar o surgimento do tempo, do espaço e do seu conteúdo, sem que tenha provindo de coisa alguma, como o evento número um do Universo, em relação ao qual não existe “antes”, nem Universo e nada do que ele seja composto com todos os seus atributos. No entanto é preciso considerar que, na hipótese da “morte térmica do Universo”, em que tudo atingirá o estado mais baixo de energia e máximo de entropia, não é possivel haver nenhuma alteração no estado do Universo como um todo e nem de suas partes. Assim também não há mais passagem de tempo, mas o espaço continua a existir (ou não?).

The URI to TrackBack this entry is: http://www.ruckert.pro.br/blog/wp-trackback.php?p=1722

Leave a Reply

Please note: Comment moderation is currently enabled so there will be a delay between when you post your comment and when it shows up. Patience is a virtue; there is no need to re-submit your comment.

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]