Ouvido absoluto

by @ 20:30 on 24 agosto 2008. Filed under Música

A capacidade de reconhecer as notas ouvidas ou de emití-las com a voz direta e corretamente, sem o apoio de outro instrumento, que consiste no “ouvido absoluto”, mesmo que não se conheça a freqüência física da nota, não é uma condição essencial para o canto e nem a composição, mesmo que seja extremamente desejável. O mais importante é a noção dos intervalos. Isto é, se se der uma seqüência dó-mi-sol-dó, a pessoa entoá-la com os intervalos certos, mesmo que não comece na nota certa. Porque a música, na verdade, é formada pelos contrastes entre os sons, em altura, intensidade, ritmo e timbre (caso orquestrada), além de outras carcteristicas como ligação (ou destacamento), intensidade (crescendos e diminuindos) etc. Tudo isto pode ser transposto de um tom para outro, sem que a música perca sua identidade. A mesma música pode ser tocada em vários tons. Mas, sem dúvida, se o compositor escolheu um, aquele é o mais apropriado e, então, o ouvido absoluto é importante. Mas, como reafirmo, não essencial.
Mesmo que seja um dom inato, certamente que pode ser cultivado, com maior ou menor esforço, por um treinamento constante e intensivo. Isto é, a pessoa ser capaz de ler a partitura e já sair cantando com a nota certa. Não é fácil, mas nao é impossível.

The URI to TrackBack this entry is: http://www.ruckert.pro.br/blog/wp-trackback.php?p=2174

Leave a Reply

Please note: Comment moderation is currently enabled so there will be a delay between when you post your comment and when it shows up. Patience is a virtue; there is no need to re-submit your comment.

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]