Antimatéria

by @ 14:50 on 20 setembro 2009. Filed under Física Quântica

A antimatéria nada mais é do que a matéria (conglomerado de férmions (quarks e leptons)), com reversão da carga elétrica e paridade e preservação da massa e do spin. Ao haver interpenetração de suas campos de matéria, produz-se a aniquilação mútua dos férmions, com a produção de pares de fótons (bósons), que carreiam a energia de repouso e outras, além do spin. Assim, na porção em que vivemos do Universo, a antimatéria é efêmera, só a matéria tendo estabilidade. Podem haver partes do Universo completamente constituídas de antimatéria, que assim será estável (será a matéria de lá) sendo a nossa matéria efêmera lá (a antimatéria deles). Isto, contudo, é improvável, pois haveria aniquilação com efusiva produção de fótons na fronteira das regiões. Pode ser que quasares sejam matéria aniquilando antimatéria. No organismo humano não há antimatéria, como em toda a natureza. Qualquer mínima porção que possa ser produzida por raios cósmicos é logo aniquilada com liberação de fótons, mas em tão baixa quantidade que fica imperceptível, mesmo que sejam individualmente muito energéticos. Estamos sempre sendo atravessados por raios cósmicos (principalmente prótons e fótons) e neutrinos (e, possivelmente, grávitons) e nem percebemos. Mas eles é que causam câncer e mutações que provocam a evolução.

The URI to TrackBack this entry is: http://www.ruckert.pro.br/blog/wp-trackback.php?p=3331

Leave a Reply

Please note: Comment moderation is currently enabled so there will be a delay between when you post your comment and when it shows up. Patience is a virtue; there is no need to re-submit your comment.

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]