Pietro Ubaldi

by @ 0:57 on 16 outubro 2009. Filed under Esoterismo

Pietro Ubaldi é um enganador, como muitos que campeiam por aí, como Amit Goswami, Fritjof Capra, Deepak Chopra, Rhonda Byrne, os nossos Waldo Vieira e Augusto Cury, além de outros e dos consagrados Allan Kardec, Leadbeater, Krishnamurti, Rudolf Steiner, Alice Bailey e outros que tais.
Sobre os autores que citei acima, quero dizer que, muitas vezes, eles fazem propostas positivas e louváveis no que diz respeito à conduta do ser humano e à condução da sociedade para a obtenção de um mundo harmônico, justo e fraterno. O que eles se enganam redondamente é nos fundamentos espirituais e esotéricos em que procuram basear suas propostas.
Sugiro a leitura das obras de Ludwig Feuerbach, Henry David Thoreau, Robert G. Ingersoll, James Randi.

The URI to TrackBack this entry is: http://www.ruckert.pro.br/blog/wp-trackback.php?p=3394

2 Responses to “Pietro Ubaldi”

  1. ulysses lorenzetti filho disse:

    Ajude-me se puder, com seu conhecimento sobre esta questão.
    Estou escrevendo um livro, sobre, A ORIGEM DA VIDA.
    Em determinado ponto, deparei, com uma dificuldade, para esclarecer, sobre o personagem, que muitos dizem acreditar Nele, alguns falam que Ele não existe.
    Outros comentam que já conseguiram coisas impossíveis, fora do normal, e por serem atendidos, relatam minuciosamente, com ênfase o resultado.
    Falta uma questão simples, e delicada para minha compreensão, por isso recorro aos que tem um cabedal de conhecimento expressivo.
    Se você acredita fielmente que Ele existe, responda-me, por favor, dentro de uma análise do “ponto de vista pessoal” estas questões.
    Qual é a composição de Deus?
    O que é Deus?
    Quem é Deus?
    Onde está Deus?
    Aguardo sua resposta em breve.
    Obrigado por não apagar o conteúdo antes de ler.
    Atenciosamente agradeço.

    Ulysses Limeira est. S. P, Brasil

  2. Ernesto disse:

    De início afirmo que considero que Deus não existe realmente no mundo exterior às mentes que o concebem.
    Deus é um conceito, existente apenas como idéia nas mentes.
    Tal conceito é o de uma entidade, que seria um ser, se realmente existisse.
    Este ser seria composto de espírito, que, se existisse, seria uma substância etérea, nem material nem constituída de campos naturais, portanto, não pertencente à natureza. Assim como o campo é o componente primário dos constituintes naturais do Universo (matéria e radiação), não sendo feito de nada anterior a ele, o espírito não seria feito de nada que lhe precedesse. Trata-se de algo extrínseco ao Universo.
    Deus seria, pois, um espírito dotado de mente com percepção, inteligência e vontade, bem como de plenos poderes, capaz de operar sobre a natureza à revelia de suas regras de comportamento. Sua percepção e inteligência também seriam infinitamente superiores e capazes de conhecer tudo.
    Deus não se locarizaria em nenhum lugar, pois tal espírito, não sendo natural, não ocupa espaço nem evolui no tempo. Isto funciona como se ele estivesse presente em todo o espaço e percebesse todos os momentos passados e futuros como sendo o presente.
    Mas o conceito genérico de Deus não inclui o fato de que seja justo nem bom, como admitem que seja algumas religiões

Leave a Reply

Please note: Comment moderation is currently enabled so there will be a delay between when you post your comment and when it shows up. Patience is a virtue; there is no need to re-submit your comment.

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]