Orgasmo e virtude

by @ 0:41 on 14 julho 2010. Filed under Comportamento, Sexualidade

Não concordo com a concepção de que o orgasmo seja um desperdício de energia sexual, inviabilizando o aperfeiçoamento espiritual da pessoa. Não há relação entre fruir o orgasmo e o prazer sexual e a capacidade de fazer o mal. Esta é inerente ao homem e é só a civilização que pode contê-la. O altruísmo também existe, mas nada tem de divino. O desejo também não implica necessariamente em sofrimento, apenas se for obsessivo. Neste aspecto, as concepções hinduístas são mais corretas que as judaicas, cristãs, islâmicas ou budistas, se não se considerar nenhum aspecto religioso, mas apenas comportamental. Não há contradição entre a virtude e o hedonismo, como mostra o epicurismo que, inclusive, pode conduzir a uma síntese dialética com o estoicismo, síntese esta que é, justamente, minha concepção de uma conduta que seja capaz não apenas de promover a própria felicidade mas também de se revelar a mais comprometida com o bem geral, não só da humanidade mas de toda a natureza.

The URI to TrackBack this entry is: http://www.ruckert.pro.br/blog/wp-trackback.php?p=3983

Leave a Reply

Please note: Comment moderation is currently enabled so there will be a delay between when you post your comment and when it shows up. Patience is a virtue; there is no need to re-submit your comment.

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]