Civilização européia

by @ 3:24 on 16 julho 2010. Filed under História

A denominada “civilização européia”, também conhecida como “ocidental” ou “cristã” tem-se mostrado superior às demais com que se confronta, não pelo poderio militar dominador, como ocorreu na África e nas Américas, mas por alguma qualidade que faz com que os outros povos passem a adotar muitos de seus costumes e valores. Atualmente, na China, Índia e Japão, as pessoas se vestem à moda ocidental e têm uma vida cotidiana semelhante à dos ocidentais, mesmo que ainda preservem alguns aspectos regionais. A tendência é de uma ocidentalização total do planeta, apesar de oposições, especialmente no mundo islâmico. Vejo amigos meus indianos do orkut combinando com os colegas para sair e comer “pizza”, por exemplo. A grande força é o valor pragmático do sistema educacional europeu, no sentido de propiciar uma formação tecnológica eficaz, que é algo muito almejado por todos, uma vez que resulta em desenvolvimento econômico mais rápido. As melhores cabeças de todo o mundo vão se formar em Universidades da Europa e dos Estados Unidos, que, culturalmente, é europeu (como também a América Latina). Assim, vejo que a presença de migrantes asiáticos na Europa não será capaz de levar à extinção da civilização ocidental. Por outro lado, a assimilação de outros valores será benéfica. Só é preciso se proceder a uma “filtragem”, para que não se adquiram valores equivocados, especialmente ligados a atitudes fanáticas. Penso, mas não conheço estatísticas, que o fundamentalismo religioso entre islâmicos residentes na Europa é minoritário. Se se pudesse tirar a religião de todo mundo (islâmicos, cristãos, judeus, hinduístas, budistas, espíritas etc.) acho que conseguiríamos atingir um patamar bem elevado de civilização inter-cultural.

The URI to TrackBack this entry is: http://www.ruckert.pro.br/blog/wp-trackback.php?p=4001

Leave a Reply

Please note: Comment moderation is currently enabled so there will be a delay between when you post your comment and when it shows up. Patience is a virtue; there is no need to re-submit your comment.

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]