Zero, infinito e o argumento Kalam

by @ 21:45 on 14 dezembro 2010. Filed under Cosmologia, Matemática

O número zero existe sim, mesmo que represente a cardinalidade do conjunto vazio! E antes de Deus criar o Universo não havia estado imutavel nenhum, pois se houvesse, o Universo já existiria, estaticamente, e Deus apenas o teria posto em funcionamento. Isto é o que se chama de pandeísmo. No teísmo, adotado pelo cristianismo, Deus, de fato, criou o Universo de nada. Não havia estado estacionário nenhum e nem passagem de tempo.

A premissa do argumento Kalam não implica na inexistência do número zero por se ter que percorrer todos os instantes desde menos infinito. O que ela propõe é que não existam instantes anteriores ao zero (tempos negativos) mas que este zero esteja infinitamente deslocado para o passado. Se isto for admitido, o argumento é válido. Mas isto não é verdade. O instante zero pode ser qualquer instante e, a partir dele, pode se considerar instantes anteriores sem limitação. Menos infinito e mais infinito não são instantes (nem números), mas a noção de que a sucessão é ilimitada. Saber se houve um instante zero ou não não é uma questão metafísica, nem lógica, nem epistemológica, mas fenomenológica, isto é, física, ou seja, depende do resultado da interpretação das observações. Não há argumento nenhum que impeça que o tempo não possa ser infinito para o passado. Ele não é porque assim se deu e não porque não se poderia ter-se dado de outra forma.

É preciso muito cuidado ao se tratar do conceito de infinito. Não se trata de um valor numérico real. Não há um instante menos infinito nem mais infinito. É como dizer que retas paralelas se encontram no infinito. Não se encontram não! Retas paralelas nunca se encontram e infinito não é um lugar.

The URI to TrackBack this entry is: http://www.ruckert.pro.br/blog/wp-trackback.php?p=4213

One Response to “Zero, infinito e o argumento Kalam”

  1. Andréa disse:

    Acho mesmo que Deus apenas foi o detonador. O fato é que o universo existe “ponto final”. Isto é fato e quanto a fatos não há argumentos. Talvez seja mais fácil acreditar que tudo isto aqui é intencional. Mas não é. É um processo que jamais saberemos se houve um começo ou se terá um fim. A unica constante no universo é a mudança.

Leave a Reply

Please note: Comment moderation is currently enabled so there will be a delay between when you post your comment and when it shows up. Patience is a virtue; there is no need to re-submit your comment.

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]