Derive

by @ 15:39 on 30 março 2007. Filed under Informática

Meu preferido é o DERIVE, que uso desde que só tinha versão para DOS (inclusive cabia todo em um disquete de 3,5″, que ainda tenho, adquirido com licença). Dei cursos sobre o DERIVE para alunos de Física, Matemática e Engenharia na UFV (escrevi até uma apostila). Uma versão de teste por 30 dias pode ser baixada em várias línguas (mas não português) no site (eu consegui uma versão com licença em italiano):
http://www.derive-europe.com/main.asp (da Áustria)
Já usei também o Mathematica e o Maple (este último mais poderoso).
Cemeçei a usar Computação Algébrica há mais de 20 anos, para trabalhar com tensores na Relatividade Geral e para resolver as equações diferenciais não lineares que resultavam e, daí, chegar às soluções da Equação de Einstein.
Quando fiz meu mestrado (em 1979), esses sistemas ainda não existiam (e nem os PCs). Para desenvolver minha tese consumi centenas de páginas de rascunho (nos versos daqueles formulários contínuos de 132 colunas de computador) com infindáveis contas que tinham que ser conferidas passo por passo. Uma tortura. A datilografia de minha tese em uma IBM elétrica de esfera foi outra tortura. Foi preciso colar os símbolos matemáticos em cada tecla para usar a esfera de símbolos. Cada erro implicava em redatilografar a página toda.
Quando surgiu o PC passei a usar o editor Chi-Writer (para DOS). Nunca me acostumei com o LaTex. Hoje uso o Word com seu programa auxiliar Math Type (muito útil e mais prático).
Viva o Computador.

The URI to TrackBack this entry is: http://www.ruckert.pro.br/blog/wp-trackback.php?p=905

Leave a Reply

Please note: Comment moderation is currently enabled so there will be a delay between when you post your comment and when it shows up. Patience is a virtue; there is no need to re-submit your comment.

[Ernesto von Rückert is proudly powered by WordPress.]